Brasileiros são premiados em noite de gala da WSL

Texto de João Carvalho

Três brasileiros foram premiados no WSL Awards Honor World´s Best Surfers, na noite de gala dos melhores surfistas do mundo que celebra as conquistas da temporada 2016 e inaugura oficialmente o World Surf League Championship Tour 2017 na Austrália. O carioca Phil Rajzman recebeu seu segundo troféu de campeão mundial de Longboard, Caio Ibelli ganhou o do “Rookie of the Year” de melhor estreante entre os top-34 do CT e o também paulista Filipe Toledo levou o caneco do “Move of the Year” de melhor manobra do ano.

Caio Ibelli (Foto: Daniel - WSL)
Caio Ibelli (Foto: Daniel – WSL)

Toda a “seleção brasileira” do CT compareceu na festa e Adriano de Souza foi chamado para entregar o troféu que ele conquistou em 2015, para o novo campeão mundial John John Florence. Tyler Wright também venceu seu primeiro título em 2016, assim como outros cinco campeões, os também australianos Ethan Ewing e Macy Callaghan na categoria Junior Sub-18, a norte-americana Tory Gilkerson no Longboard feminino e o sul-africano Grant Baker e a havaiana Paige Alms no WSL Big Wave Tour. As melhores performances do ano nas etapas do CT também foram premiadas:

Premiados da temporada 2016 da World Surf League:

Campeões mundiais: John John Florence (HAV) e Tyler Wright (AUS)

Vice-campeões mundiais: Jordy Smith (AFR) e Courtney Conlogue (EUA)

Estreantes do Ano no CT: Caio Ibelli (BRA) e Keely Andrew (AUS)

Mais subiram no ranking: Matt Wilkinson (AUS) e Tatiana Weston-Webb (HAV)

Melhor bateria do Ano: John John Florence (HAV) x Taj Burrow (AUS) em Fiji e Courtney Conlogue (EUA) x Sally Fitzgibbons (AUS) em Bells Beach

Melhor manobra do Ano: Filipe Toledo (BRA) e Johanne Defay (FRA)

Melhor onda do Ano: Kelly Slater (EUA) e Carissa Moore (HAV)

Campeões do WSL Big Wave Tour: Grant Baker (AFR) e Paige Alms (HAV)

Campeões mundiais de Longboard: Phil Rajzman (BRA) e Tory Gilkerson (EUA)

Campeões da categoria Junior Sub-18: Ethan Ewing (AUS) e Macy Callaghan (AUS)

Adriano de Souza entregando o troféus para John John Florence (Foto: Daniel - WSL)
Adriano de Souza entregando o troféus para John John Florence (Foto: Daniel – WSL)

“Eu só quero dizer que é realmente surreal estar aqui em cima hoje”¸ disse John John Florence, ao receber o troféu de campeão mundial de Adriano de Souza. “Isso foi o que sempre sonhei em toda a minha vida e não poderia ter conseguido sem todo o apoio que tive para chegar aqui. Quero agradecer a minha mãe e dedicar esse título para ela. É por causa da minha mãe que estou aqui e obrigado a todos que me apoiaram também. É um momento incrível para mim e boa sorte a todos neste ano”.

O havaiano vai fazer a sua primeira defesa do título no Quiksilver Pro Gold Coast, que abre a temporada 2017 do World Surf League Championship Tour nos dias 14 a 25 de março em Snapper Rocks, na Gold Coast, em Queensland, Austrália, ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

Phil Rajzman (Foto: Kelly Cestari - WSL)
Phil Rajzman (Foto: Kelly Cestari – WSL)

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Samsung Galaxy Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL já possui uma enorme legião de fãs apaixonados em todo o planeta que acompanha as performances dos melhores surfistas do mundo, como Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Kelly Slater, Stephanie Gilmore, Greg Long, Makua Rothman, Carissa Moore, entre outros, competindo no mais imprevisível e dinâmico campo de jogo entre todos os esportes no mundo, que é o mar.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

———————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

PRIMEIRA FASE DO QUIKSILVER PRO – Vitória=Terceira Fase / 3.o e 4.o=Segunda Fase:

1.a: Michel Bourez (TAH), Conner Coffin (EUA), Jadson André (BRA)

2.a: Matt Wilkinson (AUS), Stuart Kennedy (AUS), Ian Gouveia (BRA)

3.a: Kolohe Andino (EUA), Kanoa Igarashi (EUA), Jack Freestone (AUS)

4.a: Gabriel Medina (BRA), Wiggolly Dantas (BRA), Ezekiel Lau (HAV)

5.a: Jordy Smith (AFR), Miguel Pupo (BRA), wildcard

6.a: John John Florence (HAV), Connor O´Leary (AUS), wildcard

7.a: Kelly Slater (EUA), Mick Fanning (AUS), Jeremy Flores (FRA)

8.a: Julian Wilson (AUS), Caio Ibelli (BRA), Leonardo Fioravanti (ITA)

9.a: Joel Parkinson (AUS), Italo Ferreira (BRA), Joan Duru (FRA)

10.a: Filipe Toledo (BRA), Adrian Buchan (AUS), Frederico Morais (PRT)

11.a: Adriano de Souza (BRA), Josh Kerr (AUS), Bede Durbidge (AUS)

12.a: Sebastian Zietz (HAV), Owen Wright (AUS), Ethan Ewing (AUS)

PRIMEIRA FASE DO ROXY PRO – Vitória=Terceira Fase / 2.a e 3.a=Segunda Fase:

1.a: Johanne Defay (FRA), Sally Fitzgibbons (AUS), Keely Andrew (AUS)

2.a: Tatiana Weston-Webb (HAV), Sage Erickson (EUA), Bronte Macaulay (AUS)

3.a: Tyler Wright (AUS), Nikki Van Dijk (AUS), wildcard

4.a: Courtney Conlogue (EUA), Silvana Lima (BRA), Pauline Ado (FRA)

5.a: Carissa Moore (HAV), Laura Enever (AUS), Coco Ho (HAV)

6.a: Stephanie Gilmore (AUS), Malia Manuel (HAV), Lakey Peterson (EUA)

Deixe uma resposta