“Quando eu parei um pouco na vida, fui tentar de tudo que eu não sabia na vida. Mas queria saber. Tocar saxofone, surfar, essas coisas”, explica Yon Moreira, um veterano do setor de telecomunicações com passagem por Nortel, Lucent, Telefônica e Brasil Telecom, quando é perguntado sobre o inusitado nome de sua startup em telefonia móvel, a Surf.

Leia matéria em Exame

11 92000-1111